Início Ásia Old Beijing Dinner Tour: experiência com o melhor da gastronomia chinesa!

Old Beijing Dinner Tour: experiência com o melhor da gastronomia chinesa!

Continuando os relatos da nossa aventura pela China, hoje vamos contar sobre a experiência gastronômica no “Old Beijing Dinner Tour“.

Já mostramos as comidas estranhas e estereotipadas para turista ver que vendem na Wangfujing Road (escorpião, aranha, etc), mas qual é a real culinária chinesa?

O prato mais conhecido de Pequim é o “Pato de Pequim”, um delicioso pato laqueado servido em restaurantes mais sofisticados.

Mas e as comidas do dia-a-dia? O que os locais comem? O que se deve experimentar quando visitar Pequim?


UnTour Food Tours

Em busca dessas respostas encontramos a empresa UnTour Food Tours. Eles oferecem tours gastronômicos em Pequim, Shanghai, Hangzhou, Chengdu e Hong Kong.

Dentre as opções de tour, a que se encaixava melhor no nosso roteiro e tinha o itinerário mais interessante era o “Old Beijing Dinner Tour”, feito no horário do jantar.

O tour custa U$ 75 por pessoa e tem todas as refeições e bebidas incluídas. O ponto de encontro é próximo à estação de metrô Beixinqiao, para chegar fomos de DiDi (app de transporte tipo Uber) que chamamos com a nossa internet maravilhosa da Easysim4u (que não tem bloqueio e não precisa de VPN).

O grupo era composto de muitos turistas americanos, uma menina de Singapura e nós! rs Disseram que é raro ter brasileiros nesses tours, por isso achamos interessante divulgar para que mais pessoas possam conhecer.

As visitas são feitas em restaurantes locais, não muito famosos, que você não vai encontrar na primeira fase do tripadvisor, são segredos de Pequim.


Crippled Brothers Restaurant

O primeiro prato foi servido quando chegamos no Lao Liu’s Mongolian Firepot, mas são do restaurante “Crippled Brothers Restaurant”.

São bolinhos de carne de porco com repolho e bolinhos de ovo com alho-poró, cozidos no vapor, massa bem leve, muito saborosos. E também ombro de porco cozido e bem tempedo.


Lao Liu’s Mongolian Firepot

O Lao Liu’s Mongolian Firepot mostra pratos que tem grande influência da Mongólia. Houve uma época que a China foi dominada pela Mongólia liderada pelo imperador Gengis Khan.

Na mesa tem um objeto que representa o que os soldados faziam na época para cozinhar as suas refeições, ele tem o formato de um capacete de soldado mongol, onde eles ferviam água bem quente para fritar carne, legumes e cogumelos. Eles realmente usavam o capacete para proteção nas batalhas e como panela.

É impressionante como funciona, o preparo é bem rápido e fica gostoso. Na mesa haviam vários acompanhamentos. A carne para fritar, se não me engano, era cordeiro. Só por essa experiência rica em sabor e história o tour já vale.

E não pode faltar uma cerveja local para acompanhar a refeição:


Antes da próxima parada, o guia para em uma loja de conveniência e pega iogurtes para experimentarmos, muito gostoso.

E uma curiosidade, para o descarte da embalagem, ele pede para colocar o pote de vidro cuidadosamente num canto no chão pois as pessoas pegam o pote para reutilizar para outras finalidades.


Nuo Yan Rice Wine

Horade experimentar bebidas alcoólicas locais, uma casa que produz vinhos de arroz! Nunca tinha experimentado antes!

E tem vários sabores diferentes, desde misturado com frutas até outros mais puros (e consequentemente com teor alcoólico maior). É o tipo de coisa que só num tour como esse você vai descobrir.

É servida uma degustação dos principais sabores e no final é possível comprar os que você mais gostou. O nosso único problema era que estávamos viajando de mochila, não havia espaço e não podíamos levar uma garrafa na bagagem de mão.


Antes da próxima parada fazemos uma pausa para ir no banheiro, mas não é um banheiro qualquer, é um banheiro público! É comum em bairros que não são nobres que as pessoas não tenham banheiro em casa, por isso existem banheiros públicos que atendem essas pessoas. Em alguns lugares também vimos além dos banheiros, casas de banho.

É muito estranho! No banheiro feminino, todos eram no padrão chinês (no chão) exceto o de deficiente que era no padrão europeu (com privada), fica essa dica, sempre procure a cabine de deficiente senão quiser fazer ginástica para usar o banheiro no chão. Mas todos tinham porta e divisória separando.

Já no masculino o Leo contou que era tudo aberto! Sem porta, sem privacidade, um do lado do outro! OMG! E quando ele entrou tinha um cara lá de boa no celular utilizando o banheiro! rs

Tirando esse choque cultural, os banheiros apesar de serem públicos eram bem limpinhos, a comunidade deve cuidar bem deles. Mas nem sempre tinha sabão para lavar as mãos, por isso SEMPRE ande com um potinho de álcool gel.


Fatty Wang’s Donkey Burger

No Fatty Wang’s Donkey Burger a especialidade deles é hambúrguer com carne de burro! É um tipo de carne bem aceito por lá, inclusive eles até preferem mais do que a carne bovina.

É bem parecido com a carne bovina, talvez um pouquinho mais forte o sabor. Eu nunca tinha experimentado antes.

O que eles chamam de hambúrguer de burro, era algo tipo um salgado recheado, não é um hambúrguer padrão americano. E para acompanhar foi servida uma salada de pepino com um tempero picante.


No caminho para o próximo restaurante, paramos num mercado local para ver algumas frutas e legumes exóticos.

O que mais chamou a atenção é essa fruta muito estranha que eles cultivam dentro de um molde para ficar assim! rs


Qin Tang Wei Dao

Hora de experimentar um macarrão local, o prato da vez é o “Biangbiang noodles”, um macarrão bem famoso em Pequim.

Ele é feito na hora e podemos assistir a sua produção (tem vídeo nos destaques dos nossos stories de Pequim no Instagram), basicamente ele é feito batendo muito a massa na bancada.

O macarrão tem um tempero picante na medida e é muito saboroso, foi um dos meus favoritos do tour.


Mais uma curiosidade, durante o caminho entre um restaurante e outro, além de conhecermos vários banheiros públicos, passamos por muitos becos escuros sem iluminação.

Uma americana perguntou para o guia: “Não é perigoso andarmos em lugares como esse à noite? Em Chicago eu nunca andaria num lugar assim.” e ele disse “Não existe nenhum tipo de de ameaça ou criminalidade em Pequim, é 100% seguro”.

No Brasil também jamais andaríamos em lugares assim, a noite, sem iluminação, “na quebrada”, tirando foto e fazendo stories com iphone. Mais uma das lições que aprendemos na Ásia e que se repetiu na Tailândia e no Camboja.


Fifth Brother’s Chicken Wings

O ultimo restaurante, a entrada era como um típico “barzinho pé sujo” como diriam no Brasil, muito simples, você não dá nada olhando o lugar.

Foi servido um único prato: asinha de frango, mas é a ASINHA DE FRANGO DA SUA VIDA! Não existe igual! É um tempero familiar que passa de geração para geração, é um negocio diferenciado. Foi servido em versão normal e apimentada, ambos muito bons.

O Leo até hoje lembra dessa asinha de frango, marcou demais. É um dos maiores segredos de Pequim. E uma curiosidade, não deram pratos nem talher. Era para comer com a mão e deixar os ossos em cima da mesa.

Deram uma bebida local para experimentar, algo tipo uma cachaça chinesa. E no final teve essa fruta de sobremesa, “Longan”, que falam que lembra o olho do dragão.


E essa foi a maior imersão cultural que tivemos durante a nossa viagem à China. Foi muito além da comida, aprendemos sobre a cultura e costumes locais.

Esse tour pode ser reservado online no site da UnTour Food Tours.

Recomendo muito esse passeio para conhecer os segredos de Pequim, muito além dos clichês turísticos que todo mundo faz quando vai lá.


Dúvidas sobre a China? Grupo no Facebook!

Os post da China estão sendo bem acessados e muitas pessoas comentam ou mandam emails com dúvidas, criei um grupo no Facebook para que todos possam se ajudar com dicas, dúvidas e recomendações, acesse nesse link.


*Agradecemos a UnTour Food Tours pela parceria. As opiniões expressadas aqui são sinceras e baseiam na nossa experiência.

Salve esse post no Pinterest:

Juliana Almeida Rioshttps://junypelomundo.com.br/
Viajante, Administradora, Aspirante à Mochileira, Sonhadora, Bookaholic. Adora planejar uma viagem, seja para a cidade vizinha ou para o outro lado do mundo. Ama conhecer novas culturas e contar as suas aventuras. E prefere ser chamada de Juny.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Siga nas Redes Sociais

7,439FãsCurtir
10,084SeguidoresSeguir
22,839SeguidoresSeguir
937SeguidoresSeguir