Início Africa Africa do Sul Como planejar um safári no Kruger, o maior parque da África do...

Como planejar um safári no Kruger, o maior parque da África do Sul

Por Adriana Magalhães – Blog “Atravessar Fronteiras”

O que é o Kruger?

Quando se fala em safári na África do Sul, é o Kruger que ocupa o primeiro lugar na preferência dos turistas. Afinal, é uma das mais antigas e estruturadas reservas naturais da África do Sul, do tamanho do estado do Sergipe. Faz divisa com Moçambique e fica a 500 km de Joanesburgo.

Nós fomos pra lá em janeiro de 2018 de avião, pousando no meio da savana, no pequeno aeroporto de Hoedspruit. Mas muita gente faz o caminho de carro, e dizem que é lindo.

Bom, chegar de avião já te dá ideia do que vem por aí. Já na pista de aterrissagem, começamos a ver animais: zebras, javalis, girafas.

Onde ficar no Kruger?

Existem vários tipos de hospedagem perto dos portões do Kruger, e até dentro do parque. Tem hospedagem variando de hostel a hotéis de luxo. Eu fiquei num hotel fantástico, a 50 minutos de uma das entradas do Kruger, o Phelwana Game Lodge. Você pode ver tudo sobre ele aqui

Safári de quantos dias no Kruger?

Nós fizemos um game drive (safári) de dia inteiro no Kruger. Saímos às 5h da manhã do hotel e voltamos 12 horas depois. Estávamos em 13 pessoas, sendo 6 crianças e adolescentes. É muito tempo num carro, mas acho que safári de dia inteiro é o ideal, porque quando você começa a ver os bichos, não quer parar nunca mais hehehe.

Contratamos a empresa The Other Animals Safari e não nos arrependemos. Pagamos 3015 rands para minha família (um casal e dois filhos de 10 e 13 anos), o equivalente a R$ 835 no total.

Eles buscam os clientes no hotel, no nosso caso fomos em dois veículos 4×4 parcialmente abertos e com cobertura. Fazia bastante frio na ida, e era verão. Mas como o carro é aberto e estávamos no meio do nada, o frio era de lascar, mas havia cobertores embaixo do banco (não esqueça de perguntar, como nós esquecemos).

O ingresso do Kruger não estava incluído e paramos no centro de visitantes para ir ao banheiro e pagar o ingresso. Os adultos estrangeiros pagam cerca de R$ 91, menores de 12 anos pagam a metade.

Em busca dos grandes felinos

Chegando cedo ao Kruger, os motoristas vão atrás dos grandes felinos e do rinoceronte. Demos muita sorte, pois cerca de duas horas depois de entrar no parque, avistamos um leopardo escondido numa moitinha do lado da estrada de asfalto (por isso é proibido sair do carro no Kruger, imagina ir fazer xixi na moitinha e se deparar com o bicho?).

Nosso guia Andre falou que estávamos com MUITA SORTE, porque em 2 horas de Kruger estávamos prestes a ver um grande felino de pertinho. E destacou que muita gente faz dias de game drives e não consegue ver um leopardo. “Agora é ter paciência para esperar ele ficar com calor e sair da moita”, disse Andre.

Outros carros foram se juntando a nós, porque nos viam parados e perguntavam, ou então porque Andre passava o rádio. É uma beleza essa comunicação interna no Kruger. De repente…

O bicho sai da moita! E começa a andar do nosso ladinho, meu coração saindo pela boca. Veja o vídeo que não me deixa mentir.

A emoção de ver o leopardo foi indescritível, uma daquelas cenas que não vão sair da minha cabeça pelo resto da vida.

A estrutura do Kruger

Depois dessa emoção, fomos tomar café da manhã. As áreas de piquenique são fechadas com cerca elétrica. Tem mesas e banheiros.

O Kruger tem também um centro de visitantes com muitos banheiros, lanchonetes e lojinhas. Paramos lá para almoçar.

Vimos muitos animais fantásticos pelo resto do dia, mas não vimos leões nem outros felinos. Só mesmo o nosso leopardo, que no final da tarde estava lá, perto do lugar que tínhamos visto primeiro.

Prepare-se para ficar cansado, pois nem sempre os bichos aparecem. E sentir calor, se for no verão. Mas certamente, a experiência será uma das mais fantásticas da sua vida!


Adriana Magalhães


Quer escrever um Guest Post contando sobre o seu roteiro favorito aqui no Juny pelo Mundo? Mande um email para junypelomundo@hotmail.com


Leia mais


Sua viagem para África do Sul


Mais Dicas no Blog

Temos mais de 40 posts com dicas sobre a África do Sul, acesse todo o conteúdo

Guia África do Sul

O e-book do “Guia da África do Sul do blog Se Lança” tem informações preciosas sobre as principais cidades da África do Sul e a Garden Route, vale a pena conferir!

Grupo no Facebook

A melhor forma de trocar informações e tirar dúvidas com quem vai ou já foi para a África do Sul é fazendo parte do nosso grupo do Facebook sobre o tema

Não passe perrengue!

Transporte

Hospedagem

Tours e Atrações


Salve esse post no Pinterest:

Juliana Almeida Rioshttps://junypelomundo.com.br/
Viajante, Administradora, Aspirante à Mochileira, Sonhadora, Bookaholic. Adora planejar uma viagem, seja para a cidade vizinha ou para o outro lado do mundo. Ama conhecer novas culturas e contar as suas aventuras. E prefere ser chamada de Juny.

7 COMENTÁRIOS

  1. ESTOU AMANDO AS SUAS DICAS. VC FEZ SUN CITY E UM SAFARI LÁ PERTO E DEPOIS FOI PARA O KRUGER. VALE A PENA FAZER SUN CITY? SE FOSSE APENAS UM SAFARI, TERIA IDO AO KRUGER OU SÓ O OUTRO É MUITO PARECIDO? OBRIGADA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Siga nas Redes Sociais

7,436FãsCurtir
10,058SeguidoresSeguir
22,880SeguidoresSeguir
939SeguidoresSeguir