Início America Resenha: “1.000 lugares para conhecer antes de morrer” (Patricia Schultz)

Resenha: “1.000 lugares para conhecer antes de morrer” (Patricia Schultz)

Um livro que eu sempre quis ler e que não deixei escapar a oportunidade quando ele apareceu em promoção.

Quem nunca sonhou em viajar pelo mundo todo? Ou quem quando vai há outro país não quer deixar de conhecer os pontos mais importantes? Apaixonados por viagens, esse é o seu livro!

“A vida não é medida pelo número de vezes que respiramos, mas pelos lugares e momentos capazes de tirar nosso fôlego” – Anônimo

A frase em destaque na capa, “Um guia para toda a vida”, descreve muito bem o objetivo do livro, são lugares que você tem uma vida toda para conhecer e saboreá-los, sem pressa.

Há ilhas que eu nunca sequer havia ouvido falar, mas que parecem fantásticas, escondidas por todos os continentes. Me apaixonei pela “Polinésia Francesa” os detalhes parecem surreais, imagine ver tudo aquilo ao vivo, não deve ter preço.

Foto: By Pixabay – Polinésia Francesa

Escolha um assento no lado esquerdo do avião para ter sua primeira imagem da ilha que hipnotizou o navegador James Cook há cerca de 225 anos.

O escritor James Michener a chamou de “a mais bela do mundo” e “inesquecível esplendor do Pacífico Sul”

O guia é dividido nos seguintes capítulos:

Em relação a Buenos Aires, que é o único destino internacional do guia que eu já visitei (como essa resenha foi escrita em 2011, essa era a informação da época, agora já conheço 13 países) achei que faltaram vários lugares turísticos imperdíveis, a autora explorou pouco a cidade.

Mas também com 1.000 lugares no livro, ela teve que ser seletiva, seria impossível incluir todos.

O Brasil é muito bem representado com atrações de norte e à sul do país, não ficando só nos clichês do Rio de Janeiro (embora o maior destaque seja para essa cidade).

Há as mais lindas praias do nordeste, a arquitetura moderna de Brasília e as cidades históricas de Minas Gerais, a natureza da Amazônia e do Pantanal, as cataratas do Iguaçu, Festival de Cinema de Gramado e etc.

Só achei que pouco se falou sobre São Paulo, só cita o MASP, Gastronomia (alguns restaurantes famosos), Bienal Internacional de Artes e Hotel Fasano, há muitoooo mais nessa metrópole a ser comentado.

“O alto do morro do Corcovado é uma vitrine de 360 graus que mostra a beleza do Rio de Janeiro em todo o seu esplendor.

Trata-se de um panorama hipnótico, de tirar o fôlego, um quadro irresistível – praias brancas de curvas suaves, arranha-céus, montanhas de rochas escuras, o verde exuberante da floresta tropical e a Baia de Guanabara…”

Recomendo a leitura para os apaixonados por viagens e que mesmo que nunca visitem todos esses lugares, tem aquela sensação boa de se imaginar lá através dos detalhes lidos no guia.

Também é muito útil para quem vai viajar para qualquer pais, ver as atrações imperdíveis, para ajudar escolha do roteiro.



Confira outras resenhas de livros sobre viagens:


Salve esse post no Pinterest:

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Juliana Almeida Rioshttps://junypelomundo.com.br/
Viajante, Administradora, Aspirante à Mochileira, Sonhadora, Bookaholic. Adora planejar uma viagem, seja para a cidade vizinha ou para o outro lado do mundo. Ama conhecer novas culturas e contar as suas aventuras. E prefere ser chamada de Juny.

5 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Siga nas Redes Sociais

7,437FãsCurtir
10,076SeguidoresSeguir
22,861SeguidoresSeguir
937SeguidoresSeguir